O sítio da Outra História utiliza cookies. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Pode saber mais sobre a nossa Política de Cookies aqui. Aceitar e fechar

Património Industrial do Barreiro

A localização geográfica e os recursos naturais existentes no Barreiro conduziram o território à vocação industrial, ao longo da sua História.

Ainda hoje, falar do Barreiro é remeter para a memória da ligação ferroviária e fluvial entre o Norte e o Sul de Portugal a partir de meados de Oitocentos, ou do complexo da indústria química ali implantado no início do século XX.

A paisagem urbana pós-industrial é marcada pela omnipresença das chaminés, a cidade ainda hoje está dividida pelo caminho-de-ferro e os bairros operários evocam esse passado.

Num local – à partida – improvável, ergue-se o Mausoléu solitário de Alfredo da Silva, o “capitão da Indústria”, uma figura que continua polémica, mas que foi determinante no progresso industrial do Barreiro.

Vamos explicar-lhe o porquê desta localização, a história (ou será lenda?) dos leões de bronze desaparecidos e ajudá-lo a interpretar o simbolismo deste monumento funerário desenhado por Cristino da Silva e decorado por painéis do escultor Leopoldo de Almeida.

Resistência operária, política social das empresas e questões da salvaguarda patrimonial serão abordadas, convidando à discussão construtiva sobre este legado.

No roteiro, iremos visitar o vastíssimo património industrial do Barreiro in situ, bem como os núcleos museológicos que guardam vestígios desta fabulosa narrativa, sobre o património técnico da cidade que já foi conhecida como a “universidade do trabalho”.

Devido ao vasto conjunto de recursos visitáveis, existem diferentes opções de percursos, de acordo com a duração e as temáticas envolvidas.

Marque já uma visita ao Património Industrial do Barreio através dos seguintes contactos: